quinta-feira, 26 de julho de 2007

Deep Throat - 1972

Houve um tempo em que os filmes pornográficos eram ingénuos... era estilo
Tinham até assimilado a montagem teorizada por Eisenstein... era estilo
Neste caso específico a nata de Hollywood fez peregrinação para o ver... era estilo


Aliás toda a gente alinhou na descoberta... todos ouviram e viram o badalo do sino a tocar, o fogo de artifício a rebentar, os foguetões a descolar, a miss Lovelace (as herself) a voar... era tudo estilo... menos herself


Pode até a banda sonora (foleira, como se quer) se sobrepôr a todos os sons naturais que pudessem advir da cena, podem até os penteados não estar na moda, mas é impossível não gostar dela. Dela... e da sua garganta... mas essencialmente ela.

Eu sei que não se deve empolar filmes pornográficos, é inestético, demonstra falta de bom gosto, é dar banho de água de rosas a um javali. Mas hoje, esta noite, a Linda Lovelace foi a minha rainha...

.....e o título do post está errado.

2 comentários:

Pedr0 disse...

Ora aí está um grande Clássico, o "Ben-Hur" do erotismo, o verdadeiro “Titanic” do porno! Enquanto o outro (o da barcarola) tem o ponto G na ponta de um iceberg, este tem-no no fundo da garganta de Linda Lovelace – algures para lá da fístula traqueoesofágica entre a traqueia e o esófago.

JoÃoP disse...

De facto lá bem enfiado estava ele... não sei realmente onde, mas que ela via e nos fez ver fogo de artificío, lá isso fez. Não seria até despropositado a Linda fazer parte do elenco do Freaks. Aí está, Deep Throat meets the Freaks. Já tinha os meus 5€.